sábado, 18 de novembro de 2017

Amigos.


Sou um menino homem se descobrindo, a cada dia. Amo escrever sobre as pequenas coisas da vida, em forma de poema ou poesia. Amo minha família, adoro meus amigos, poucos mas verdadeiros. Sou apaixonado pela vida e a magia de viver. Me realizo fazendo o bem e doando amor. Eu não vim ao mundo a passeio, quero sentir a verdadeira essência da vida.
'...e a gente vai sentindo saudade.'

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Letras de saudade

Letras de saudade

'...e minhas letras, alinham-se, tórridas, saudosas em palavras sensuais.'

Ana €!¡sa
12-11-2017

Descanso da Lua

Descanso da Lua

'Era ali que a lua descansava o seu silêncio... 
na boca que desalinhava os sussurros.'

Ana €!¡sa
12-11-2017

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Poetisa


Era ela ali, poetisa, desenhando poesia nas nuvens.

Ana €!¡sa
20/10/2017

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Braços em Abraços.


Braços em Abraços

' Teus braços, num abraço forte e intempestivo, tirou minha força, minha sanidade.(atiçando o desejo)
Tomou minhas vontades como se fossem deles, apertando mais e muito. (esmorecendo o corpo)
Braços que num abraço demorado, tomou posse, sucumbiu a volúpia e alastrou-se, sedento, sem pedir licença.'

Ana €l¡sa
18/10/2017

domingo, 24 de setembro de 2017

Sem você...


Saudade imensa do teu riso solto, 
dos segredos mais íntimos entre nós, 
das nossas bocas sussurrando intimidade. 
Saudade intensa do teu abraço acolhedor, dos teus olhares furtivos, 
das tuas mãos acalmando meus anseios.
Saudade, tanta saudade da soma dos nossos corpos.
Saudade, palavra sólida, solitária, carregada de liquidez.


Ana €l¡sa
24/09/2017
09h 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Amar


' E do amor, se fez chama, brasa.
Puro, vivo...simplesmente vida.' 

Ana €l¡sa
15/09/2017

sábado, 9 de setembro de 2017

Sempre mais...


' Amanheço assim: intensa, sedenta, precisando das tuas mãos, da tua boca, língua quente...do teu corpo libertino, desse teu jeito manhoso de me fazer querer mais e mais...mais.'

Ana €l¡sa
09/09/2017

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Poemeto esquecido...

' O amor quando chega, não bate na porta do coração  e pergunta se pode entrar, invadir e ocupar todo o corpo...
ele apenas chega e espalha-se.'

Ana €l¡sa
31/08/2016
09h51

terça-feira, 25 de julho de 2017

O amor

'Hoje sou aquele sentimento invasor, simplesmente amor.'

Ana €l¡sa
25/07/2017